Histórico

No ano de 2013 a UFSC consolidou o Plano de Logística Sustentável (PLS), exigência do Tribunal de Contas da União (TCU), o qual abordou, entre outros, a implantação das compras sustentáveis como um de seus objetivos. Para dar continuidade ao referido Plano, a UFSC está buscando inserir a política de compras sustentáveis dentro do seu departamento de compras, bem como nas compras realizadas de forma descentralizada pelas Unidades desta Universidade.

A Política de Compras Sustentáveis tem como objetivo promover a adoção de critérios de sustentabilidade, ou seja, a inserção de aspectos sociais e ambientais, associados aos econômico-financeiros no processo de aquisição de bens e contratação de serviços públicos. É importante salientar que hoje as compras realizadas pelo setor público correspondem a 15% do PIB brasileiro, desta forma, caso a política de compras sustentáveis seja adotada por grande parte das Instituições Públicas acabará incentivando a adoção de práticas sustentáveis pelos fornecedores em geral, ampliando-se o benefício para toda a sociedade.

No intuito de implementação das Compras Sustentáveis na UFSC, em 2013, formou-se o “Grupo de Pesquisa e Extensão para Inclusão de Critérios Ambientais nas Compras e Contratações da UFSC”, coordenado pelo Professor Fernando Sant’Ana, do Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental, em conjunto com a ex-diretora do Departamento de Compras (DCOM), Karen Pereira.

O Grupo realiza encontros semanais e vem diagnosticando a situação das compras sustentáveis na Instituição, identificando as melhores práticas dentro do setor público visando adaptá-las à realidade da universidade, além de auxiliar na realização de Editais “Sustentáveis”.